Arquivo

Archive for the ‘Relacionamentos’ Category

Você é contra a vacina para prevenir o HPV?

vacina-contra-hpv-cancer-colo-utero-13310Algumas pessoas religiosas afirmam que a vacina não é necessária por que não pegariam nenhuma DST por que estão se guardando para o casamento.

O problema é que é possível adquirir doenças sexualmente transmissíveis mesmo sem fazer sexo. O HPV é transmitido pelo ato sexual, parto mas também por objetos contaminados com o vírus. (http://drauziovarella.com.br/mulher-2/hpv-papilomavirus-humano/)

Objetos como calcinhas e cuecas contaminadas podem entrar em contato com outras peças de roupas ou mesmo o costume de emprestar roupas que as meninas tem podem transmitir alguns tipos de DST.

Além disso, o fato de ser evangélico não muda o fato que os jovens experimentam o sexo antes do casamento. O percentual de jovens que fizeram sexo entre evangélicos e não evangélicos é o mesmo! (http://noticias.gospelmais.com.br/jovens-cristaos-fazem-sexo-antes-casamento-revela-pesquisa-25753.html)

Dentro da igreja não se discute e nem se ensina sobre sexo e o risco de se contrair uma gravidez indesejada ou uma DST é muito maior por falta de informação clara e educativa. Isso não quer dizer que esteja sendo estimulado o sexo no meio evangélico, pelo contrário, com mais informação a própria pessoa pode tomar as suas decisões.

O fato mais importante é que uma DST como o HPV no homem não causa tanto problema, mas a mulher pode desenvolver Câncer de Colo de Útero. Confie em mim eu já tive câncer e você não vai querer que um parente ou você mesmo tenha nenhum tipo de câncer.

Não se exima da responsabilidade de ensinar seus filhos sobre sexo, senão os “amigos” deles e os filmes pornográficos ensinarão. Você já viu o Whatsapp ou o facebook do seu filho? Sexo é bom dentro do casamento, e para isso seu filho deve estar preparado.

Por isso, não negue saúde, educação, informação, responsabilidade e liberdade para eles. As decisões que eles tomarem serão sempre deles e não sua, por isso prepare-os.

Categorias:Artigos, Relacionamentos

Calcinha X Cueca – Independência Feminia

menversuswomenQuanto nos tem custado nossa independência? Você já parou pra pensar na consequência que a independência das mulheres nós trouxe? Sou Mulher e também não nasci pra ser Amélia, gosto de trabalhar fora e tenho prazer nisso, me sinto realizada quando estou trabalhando fora. Mas tenho que reconhecer que dar conta de trabalhar fora e cuidar do lar é realmente uma tarefa complicada.

Temos visto nos últimos tempos o aumento de mulheres que se tornaram o arrimo da família, elas não só dão conta do serviço domestico como também trazem o sustento pra casa e muitos casos já passaram a ser responsáveis sozinhas por esse sustento, mas a independência feminina não se limitou no financeiro nossa conquista esta presente dentro de casa contrariando muitas vezes a ordenança bíblica.Sou o exemplo disso e antes de atirar alguma pedra lembro que meu telhado é vidro, sou filha mais velha de um casamento que durou 27 anos e minha mãe é uma mulher incrível, sempre trabalhou fora ajudando no sustento e nos últimos anos de seu casamento sustentava praticamente sozinha além de dar conta serviço de casa do seu modo.

Mas sua independência não ficou só no financeiro minha mãe como muitas mulheres passou a acarretar para si as responsabilidades masculinas.

Todos sabem que a bíblia diz que obrigação do marido é trazer o sustento não só financeiro como também o espiritual. Eu sempre dizia que minha mãe era um sargentão tudo passava por ela, onde íamos, com quem íamos e mais importante se podíamos ir, não nos importávamos muito com o que o pai achava pois a ultima palavra era sempre dela, caso acontece-se algo na escola, era com ela que se fala, ela resolvia tudo, as contas quem pagava era ela era muito difícil ver o meu pai fazendo os pagamentos.

Não que meu pai não tenha contribuído afinal sou o que sou devido o trabalho mutuo mas é que o seu papel era apagado afinal minha mãe tinha pego pra si todas as responsabilidades de seu marido e não foi a toa que após 27 anos de casados ele se separam. Por isso quando vejo que estou tirando do meu esposo a autoridade dele dentro de casa paro e penso, minha independência não pode custar a minha família. Ser submissa pra mim é muito complicado e confesso que estou aprendendo.

Ai você se pergunta, mas os homens não tem parcela de culpa nessa historia?Se pararmos pra pensar, eles foram criados por essas mulheres independentes e donas de seus próprios narizes, o que você acha que eles viram dentro de casa? Eles aprenderam a lição: Mulheres que trabalha fora tem que cuidar da casa, da educação dos filhos, dar as ordens e eles só concordam, ou seja, eles passaram a ser os auxiliadores e nós a cabeça, e com esse formato acabamos por assistir um monte de família serem atingidas pelo demônio do divorcio afinal e casa com essa estrutura esta sendo firmada na areia por mulheres tolas.

Não sou contra trabalhar fora, como disse não nasci pra ser Amélia mas a autoridade masculina deve ser respeitada dentro de casa, é dele a obrigação de trazer o sustento e mesmo que você ganhe mais ainda sim é ele ser o provedor fora a responsabilidade da segurança e das decisões quanto a criação dos filhos. Não faça do seu marido um auxiliador ele deve ser a cabeça da sua casa!

Não dá pra errar depois da lua de mel

Imagem

A vida é uma só, curta e rápida, não temos tempo pra perder e não podemos errar, ou você acerta ou acerta. Perder tempo com coisas pequenas, brigas e mesquinharia não é algo produtivo a se fazer aqui debaixo do sol. Parece que foi um dia desses que tinha 10 anos eu estava estudando matemática no meu quarto brincando com formigas e deixando minha mãe louca, 20 anos passam muito rápido.

Recém-casado, estou aprendendo como acertar já que a vida de casado é algo que não dá para explicar, você tem que vive-lo e cuidar bem todo dia. O tempo parece que não sobra, sempre tem um compromisso ou algo para fazer tanto dentro como fora de casa. Aliás, casa nova é algo que parece que sempre tá faltando alguma coisa, ou é na geladeira ou é algo que falta pregar na parede. Eu já morei só com minha irmã por uns 8 anos, brinco até que esse foi o meu primeiro casamento, não achei que casar ia ser tão diferente de quando eu morava com minha irmã.

Eu ouvi todos que falavam que casamento é difícil, mas me falavam com tanta ênfase que eu achava que eles não gostavam dos seus próprios casamentos, mas agora entendo que era pra que eu e minha esposa entendêssemos a realidade e não criássemos uma fantasia e depois viesse a frustração e a decepção. Talvez as mulheres fantasiem mais essa nova fase da vida do que os homens, mas nós homens sabemos que a mudança é grande por isso queremos adiar tanto o casamento, afinal na casa dos pais tudo está sempre pronto e limpo magicamente.

Depois que passa a lua de mel, vem a nova realidade e alguns atritos pequenos firam monstros enormes, a tal da adaptação do casal. Por mais que achássemos que já tínhamos intimidade e cumplicidade suficiente, depois do casamento o placar zera de novo e você precisa aprender a conhecer a pessoa novamente e não pode errar, e se errar concerte, pois tudo deve ser resolvido agora, já que no futuro daqui a uns 35 anos aquela toalha em cima da cama pode virar um monstro enorme.

Gostar da pessoa pra casar é gostar também dos defeitos dela. E ela não vai mudar só por que você quer e nem você também por causa dela. Isso é uma decisão e uma motivação particular e somente sua. Em qualquer relacionamento, nunca mude por ninguém, mude por que você quer mudar, ♫ desejo mesmo de mudar. A vida é única e o tempo passa rápido, por isso invista no seu casamento, seu futuro e dos seus filhos dependem disso.

Por João Guilherme Barros

Como fazer o ‘trem’ direitinho

A Paz de Jesus,

Namoro é a fase mais importante da vida a dois, mas também é onde pode surgir os maiores problemas no casamento, isso porque decisões são adiadas, objetivos não são definidos e sonhos são esquecidos. No calor da paixão e da novidade de um relacionamento, fechamos os olhos pra algumas coisas que em outra situação não admitiríamos.

Um cara que namora uma garota (hoje em dia isso não é óbvio), a garota fica empolgada com o cara no começo do namoro, só que o cara não quer saber de trabalhar, no começo isso pode até ser legal, pois sobra mais tempo pra curtir. Pode ser que o cara trabalhe, mas não quer mais estudar, crescer. Pode alegar ainda que não tem tempo pra estudar pois trabalha muito e tem outras atividades mais importantes.

O fato é que hoje em dias as mulheres estão trabalhando mais e estudando mais e os homens estão parados deixando a responsabilidade deles nas costas das mulheres. Quantos caras que eu conheço que não querem saber de nada pois os pais sustentam (mais de 25 anos), ficam enrolando, gastam todo o dinheiro e não pensam que já poderiam juntar uma grana pra sair da aba dos pais e casar.

Um amigo me disse uma vez que não é o homem que escolhe a data do casamento, é a mulher, e isso pelo menos foi o que aconteceu comigo. A mulherada deixa os caras muito a vontade, achando que eles vão acordar um dia e dizer: – Hoje eu peço ela em casamento. Se deixar por conta do cara, isso pode acontecer, nem que leve 10 anos. No começo do meu namoro, minha mulher deixou claro que eu não ia ficar enrolando ela (e eu ia enrolar mesmo) e que o namoro tinha um objetivo, um casamento e não um passatempo pra ver se ia dar em alguma coisa. Claro que namoros se desfazem, e é bom mesmo que isso aconteça antes que se case, pois se escolher errado e casar, é pra vida toda.

Objetivos, escolhas e decisões são pontos importantes que as pessoas deveriam avaliar em um relacionamento e quanto mais cedo isso for feito, melhor para o relacionamento e menos traumas são criados, pois isso pode e com certeza vai refletir na vida de casado e consequentemente nos filhos que virão. Juventude dura poucos anos, aproveite sem esquecer que o amadurecer é nessa época e não aos 40, as maiores decisões você faz na juventude.

Por João Guilherme Barros

Podcast: Amor X Paixão

O Podcast irmaos.com entra no clima do dia dos namorados e Paulinho Degaspari,Adriana DegaspariGiuliano BarcelosDaniela Marques e Felipe Marquesconversam mais uma vez sobre relacionamentos e discutem as diferenças avassaladoras entre a paixão ardente e o amor verdadeiro.

Duração: 01:08:53

Acesse Aqui

Via http://irmaos.com/

 

Categorias:Relacionamentos Tags:, ,

3 decisões para tomar na vida

decisions-pano_21972

A Paz de Jesus aos irmãos.

O que é importante na vida? Que decisões devemos fazer e como elas influenciam em nossas vidas, afinal esperamos viver pelo menos uns 80 anos. Decisões são tão importantes que até o fato de não querer decidir já é uma decisão, ruim é bem verdade, mas é uma decisão. Claro que algumas decisões devem ser tomadas com o tempo a medida que crescemos e amadurecemos, outras devem ser o quanto antes. Então vamos destacar as decisões:

Leia mais…

Casar pra quê? Se eu quero é namorar!!!

Você tá ai, namorando … a uns 5 anos, 3 anos e nunca quis em casar por … vamos supor,   alguns dos motivos abaixo:

1. Medo: faltar algo, não dar certo, ser traído, da nova vida, do futuro, do presente, do passado, da mãe, do pai, da família, etc.

2. Síndrome do M. Jackson: Sério, clica depois no link ao lado, você acha que é o bebêzão da mamãe? Não quer largar a barra da saia? É muito novo com 35 anos?

3. Casar faz mal: Casamento engorda, não tem mais aquela coisa do começo do namoro, assim como está ta bom, perder a liberdade, perder os amigos …

4. Tempo certo: Falta comprar o carro, a casa, os móveis e ganhar seu primeiro milhão; estabilidade no emprego, amadurecer (até virar uma jaca podre ou um pequi seco).

Agora veja o vídeo abaixo bem humorado e reflita se você simplesmente não quer casar ou você tem algum problema que você deveria resolver.

Por João Guilherme