Início > Artigos > Apresentação de Crianças ao Senhor

Apresentação de Crianças ao Senhor

Apresentar Criança na IgrejaAs igrejas evangélicas em geral não têm o costume de batizar crianças, mas diversas igrejas cristãs realizam o batismo, de acordo com seus dogmas e preceitos. Embora haja respeito pela prática de fé de cada igreja cristã, preferimos seguir as orientações que Jesus deixou durante sua vida.

Após completar quarenta dias de nascido, Jesus foi levado ao templo por José e Maria (Lucas 2:22-24), para ser consagrado ao Senhor como ensinava a Lei de Moisés. (Êxodo 13:2,13) e (Levítico 12:1-8)

O batismo foi instituído por Jesus no Novo Testamento, com um sacramento. O sacramento é uma cerimônia, uma ação ou prática litúrgica, instituídos por Cristo. Nesse sentido, para os evangélicos/protestante os sacramentos são apenas dois, como instituídos por Jesus Cristo: o batismo (Mateus 28.19) e a ceia do Senhor (1 Coríntios 11.23-26). A bíblia ensina que o candidato ao batismo deve ter se arrependido de seus pecados (Atos 2:38), e crer em Jesus Cristo (Atos 8:37).

O batismo é uma confissão de fé e nenhuma outra pessoa pode exercer a fé por outra, cada um responderá por si mesmo diante de Deus (Rom. 14:12). A criança responde a sua inocência (Lucas 18:15-17), se morrer sem consciência de pecado está salva. Pessoas que não tem a consciência e o entendimento sobre as questões do batismo e da sua importância na vida cristã, como arrependimento de pecados, não são batizadas. A bíblia afirma que todos pecamos (Romanos 3:23), mas as crianças porém tem o pecado Adâmico (Adão e Eva) e não o pecado factual (praticado), logo podem ter consciência do pecado.

Como Jesus não deixou nenhum ensinamento ou exemplos que autorizem o batismo de crianças, as crianças são apenas apresentadas a Deus durante o culto pelo pastor, como ação de graças, onde oramos e pedimos que o Senhor abençoe a vida da criança e que ela possa fazer a Sua vontade e que os pais tenha sabedoria para cuidar da vida que Ele colocou em nossa responsabilidade para realizar tal tarefa.

O ato da apresentação não tem significado algum para a criança, já que ela nem sabe o que está acontecendo, mas tem muito significado e muita responsabilidade para os pais cristãos, porque a consagração de seus filhos é o compromisso público e diante de Deus, que farão tudo para educar aquela criança nos caminhos do Senhor. Contudo, pela Graça de Deus a apresentação não é uma exigência, o fato de não apresentar não implica nenhuma consequência ou punição divina.

Não existe base bíblica, que se o batismo não for feito, ela seja considerada pagã. Ou mesmo que a criança seja batizada por que está doente para que seja curado. Isso não tem fundamento bíblico pois Jesus veio redimir o nosso pecado.

Isso vem da superstição pagã de que o batismo “regenera” uma pessoa e a purifica do pecado passado. No entanto, a Bíblia ensina que, não é o batismo, e sim o sangue de Jesus, o Filho de Deus, que nos purifica de todo pecado. (1 João 1:7; Atos 22:16)

Anúncios
Categorias:Artigos
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. 06/07/2014 às 12:28

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: