Início > Artigos > Um evangelho mal pregado pode dar fruto?

Um evangelho mal pregado pode dar fruto?

11705648-tree-representing-season-change-with-green-and-dried-leavesMuitas pessoas acham que evangélico é tudo a mesma coisa, mas quem se aprofunda um pouco já percebe que não é bem assim. São 3 grandes grupos, os tradicionais, os pentecostais e os neo-pentecostais.  Claro que existem outras vertentes, mas basicamente são estes os principais grupos.

Basicamente os neo-pentecostais são os pastores de TV que são muito criticados pelos tradicionais e muitas vezes com razão pela “licença poética” ou reinterpretação da bíblia a fim de atrair membros pelo discurso financeiro ou promessa de uma vida confortável.

Lá pelos idos de 90 eu tinha a idéia que crente era como uma seita, minha mãe como boa católica nos deixava sempre longe, talvez pelos ”ataques” que o católico sofria e sofre. Com minha cabeça cheia de dúvidas nessa área, não tinha ninguém que pregasse pra mim, então apenas quem se dispunha a me “ajudar” era os espiritualistas que falavam de Alan Kartec à ET, passando por gnomo e entidades angelicais. Isso me manteve longe do Evangelho por uns 10 anos.

Então fui convidado pra ir a uma igreja neo-pentecostal, lá, vendia-se de tudo e os cultos eram uma mistura de palestra motivacional e MMN. O que eu via no púlpito e nos bastidores, me fez começar a aprender a: ouvir tudo e separar o que é bom (como diz meu pastor). Eu tinha decidido que eu não queria nem ser crente e muito menos espiritualista, decidi que a fé da minha infância, o catolicismo, era o que fazia mais sentido. 3 anos depois, conheci minha esposa, do grupo pentecostal que também teve problemas semelhantes com o meu.

Eu já disse pra ela que não iria me ‘converter’, mas aquela semente mal plantada, agüentou até que alguém a plantasse direito. Eu comecei a ouvir a Palavra, o evangelho de Deus e com o apoio o orientação (que as vezes muitos não tem), eu comecei  a mudar. Minha sogra me acompanhou de perto e não deixou que eu “pirasse” como vi acontecer com muitos que são levados por todo tipo de vento de doutrina. Por mais que o pastor pregue, sempre aparece um irmão de fogo que te leva a acreditar em esoterismo gospel e muitos caem por isso.

Vejo muito ataque aos neo-pentecostais por causa disso, mas o que me deixa triste é que o que fica é que irmãos estão brigando com irmãos. Às vezes se prega mais contra crente do que a pregação do Evangelho já que muitas vezes uma pessoa que entrou em parafuso acaba vendo que está vivendo uma meia verdade e acaba por abandonar de vez a fé em Cristo.

Quando você ataca alguém, você pode provocar 2 coisas, ou ela reafirma suas convicções e fica ‘pior’ ou ela entra em parafuso e abandona tudo de vez. Numa conversa informal, é fácil perceber a confusão teológica que as pessoas têm e a carência de quer ser ouvidas. Certa vez, ouvi uma pessoa que procurava se aperfeiçoar na sua profissão e disse que aprendia tudo na internet, mas era muita informação e muitas vezes contraditórias, quando ela decidiu que iria fazer um curso especializado, fez toda a diferença na sua carreira. Falta estudo em muitas igrejas hoje.

Cerrado queimada_peixotoAlguns não-crente tem pânico de entrar em uma igreja, pelos “ataques” que sofreram ou por esse evangelho não bíblico. Quando vejo uma pessoa não-crente assistindo uma pregação na TV, procuro saber o que ela está pensando e oriento. Elas me dizem que escutam a pregação, mas quando começa a “pedição de dinheiro” ela desliga, e isso me faz lembrar do caminho que percorri.  Mesmo esse evangelho que pode até ser mal pregado e que muitas vezes é o único contato que um não crente tem com o evangelho pode trazer essa pessoa para Cristo, basta que você que é cristão esteja do lado tirando as ervas daninhas, podando os galhos secos, adubando e regando para que essa planta gere frutos a 30, 60 e 100% para Cristo. Assim como as árvores do cerrado podem ser queimadas, mas tem vida, no tempo certo pessoas machucadas podem voltar a Cristo e quem faz isso é Deus, mas Ele quer usar suas mãos, sem força e sem violência, mas com Amor.

PS: Comentários anônimos e preconceitusos nem serão respondidos.

Anúncios
Categorias:Artigos
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. 14/10/2013 às 22:21

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: